Voltar à Home do Blog

5 segmentos que serão transformados pela Internet das Coisas

Transportes e Logística, Indústria, Energia, Varejo e Saúde devem ser completamente transformados com a evolução desta tecnologia

A Internet das Coisas pode ser considerada como o elemento fundamental para a ocorrência da 4ª Revolução Industrial, responsável pelo desenvolvimento da Indústria 4.0. Essa tecnologia – que permite a conexão entre múltiplos equipamentos – deve receber 5,5 milhões de novas conexões por dia, chegando a 21 bilhões de dispositivos até 2020, conforme estimativa do Instituto Gartner.

Confira cinco segmentos que devem ser diretamente impactados pela evolução desta nova tecnologia:

Transportes e Logística

Os carros autônomos podem ser considerados algo muito distante do nosso futuro? A resposta é não: esse mercado já movimentou US$ 225 bilhões em 2016 e tende, cada vez mais, a aumentar os seus investimentos e potencial de participação. Apesar dos muitos obstáculos necessários, a troca de informações entre as máquinas será fundamental para o sucesso e evolução da tecnologia. É possível imaginar os avanços no transporte de passageiros e de mercadorias que serão obtidos com a Logística 4.0?

Indústria

A fabricante de aviões Airbus tem uma visão disruptiva dessa tecnologia. Ela tem o propósito de estabelecer a chamada “fábrica do futuro”, desenvolvendo aviões, em um primeiro momento, na realidade virtual e estabelecer linhas de produção com robôs e pessoas trabalhando lado a lado. O propósito é ter todo o processo controlado e acompanhado pela tecnologia: do projeto à logística, usando diferentes estratégias como identificação por rádio frequência (RFID), GPS, entre outras.

Varejo

Imagine rodar pelo supermercado, escolher os itens da prateleira, passar por um scanner e ser automaticamente cobrado em seu cartão de crédito – rápido, fácil, sem erros e moderno. Não à toa, os varejistas planejam investir US$ 2,5 bilhões até 2020 em sensores, equipamentos de rádiofrequência, tags e outros dispositivos capazes de permitir que esse cenário ocorra de fato.

Energia

Cada vez mais, as pessoas e empresas serão capazes de produzir sua própria energia – normalmente por meios alternativos, como o vento e o sol – e trocar o excedente produzido com a distribuidora, recebendo desconto em sua conta de energia. Para tal, há necessidade de evolução em dois cenários: tecnologias com dispositivos capazes de identificar a geração nas casas e a troca de informações com as empresas e a popularização dessas tecnologias em escala mundial.

Saúde

A expansão das roupas tecnológicas – a tecnologia de vestir – e da conectividade em escala global vai permitir que os planos de saúde tenham mais informações sobre os segurados – quem nunca usou um “smartwatch” para correr, monitorar os passos ou acompanhar o sono?

De fato, uma pesquisa da Machina Research indica essa área como a de maior crescimento entre todas as pesquisadas em Internet das Coisas: de 140 milhões de dispositivos de vestir atualmente para 1,3 bilhão em 2025. Essas roupas serão capazes de prevenir e informar questões relacionadas à hipertensão e diabetes. Além disso, os próprios hospitais devem investir nas “camas smart”, capazes de monitorar pacientes, prever quando vai acordar, se o medicamento faz efeito, entre outras possibilidades.

Guest Blogger

Our "Guest Bloggers" come from a variety of backgrounds and companies. They can be Sage people, Sage Business Partners, Independent Software Vendors, Thought Leaders or Analysts, that have valuable knowledge, expertise and experience on a variety of different subjects and topics.

Matérias relacionadas

20 fevereiro, 2017 por Guest Blogger

A experiência do consumidor no radar das empresas

Pesquisas indicam que o processo de escolha do cliente está em constante transformação, com a experiência ganhando cada vez mais relevância O processo de escolha do consumidor é bastante subjetivo e refém de uma série de critérios: diversos fatores podem …

10 março, 2017 por Guest Blogger

Como a Indústria 4.0 pode reduzir os custos de um negócio?

O blog mostra quatro benefícios que fábricas que investem na transformação para o digital podem colher, otimizando a capacidade produtiva e os gastos A cada dia, a Indústria 4.0 se consolida no universo global. Investir na adequação das plantas das …

28 abril, 2017 por Guest Blogger

Capital de giro: como calculá-lo e qual o risco de sua gestão

Entender o conceito dessa ferramenta é fundamental para o desenvolvimento do negócio, determinante para a continuidade das operações O capital de giro é o recurso usado para custear o desenvolvimento de um negócio. Ou seja, na definição do Sebrae, a …

Product Tour Virtual

Preencha a informação e veja como personalizar o Sage X3 para trabalhar do seu jeito.

Não saia ainda.

Inscreva-se na nossa newsletter e fique informado.