Voltar à Home do Blog

86% das empresas têm alguma irregularidade com o fisco

Até escritórios de advocacia e de contabilidade sofrem com a dificuldade para se manter em dia com todas as legislações relacionadas a um negócio

Quase 9 em cada 10 empresas do Brasil tem algum problema fiscal, seja em escala municipal, estadual ou federal. Os dados – do Instituto Brasileiro de Certificação e Monitoramento (Ibracem) – são um indicativo da dificuldade das empresas para se manter em linha com a legislação brasileira. Até mesmo escritórios de advocacia (80%) e de contabilidade (88%), especializados em lidar com os impostos, apresentam essa mesma limitação e irregularidades com o fisco.

Um estudo realizado pela Doing Business, no ano passado, mostrou que os empreendedores e empresários perdem 85 dias ao ano para tentar se manter em acordo com a lei. As estimativas do Banco Mundial são de que, no Brasil, são gastas 2.038 horas para preencher os documentos necessários e pagar os impostos devidos.

Uma estimativa realizada pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação mostra que os custos para acompanhar a legislação alcançam a ordem de R$ 50 bilhões por ano. Uma pesquisa realizada pela Endeavor colocou a gestão de impostos como uma das principais dificuldades enfrentadas pelos empresários no dia a dia do negócio.

Os processos

Não se trata apenas de saber quais impostos são pagos. Há necessidade de seguir uma série de processos para se ter sucesso nessa empreitada:

– fazer os pagamentos e guardar os comprovantes e recibos, caso o governo não identifique que determinado tributo foi quitado;

– manter-se atualizado sobre as exigências e mudanças na lei;

– pagar a multa, caso tenha cometido algum equívoco;

– contratar uma equipe especializada na área para diminuir o risco de cometer algum equívoco.

A dificuldade aumenta quando os impostos indiretos entram em jogo. Esse tipo de tributo, que é cobrado em toda a cadeia produtiva, gera ainda mais dificuldades em razão de sua complexidade. Além disso, são considerados como uma das principais barreiras para a competitividade das empresas brasileiras no cenário internacional.

Outro cuidado que não deve ser esquecido está na possibilidade de quitar impostos desnecessários. Não, o governo não costuma devolver valores recebidos. Por isso, contar com uma equipe especializada pode ser considerada a solução não só para manter os impostos em dia, como para não gastar além do que se deveria com os tributos, otimizando o uso de recursos e priorizando áreas cruciais para a empresa.

Guest Blogger

Our "Guest Bloggers" come from a variety of backgrounds and companies. They can be Sage people, Sage Business Partners, Independent Software Vendors, Thought Leaders or Analysts, that have valuable knowledge, expertise and experience on a variety of different subjects and topics.

Matérias relacionadas

14 abril, 2017 por Guest Blogger

Análise Swot: como ela pode beneficiar sua empresa

Trata-se de um conceito que analisa as forças e fraquezas internas da companhia, além das oportunidades e ameaças externas à performance Várias metodologias podem ser usadas – até mesmo em conjunto – para se obter sucesso em uma gestão por …

31 março, 2017 por Guest Blogger

Os desafios por trás da Logística Reversa

Exigência legal inverte a lógica tradicional da distribuição (da fábrica para a residência), pensando no meio ambiente e reaproveitamento, mas exige planejamento das empresas Quando se fala em logística, o primeiro pensamento que vem à mente está relacionado ao conceito …

25 outubro, 2018 por Guest Blogger

4 pontos de alavancagem para fazer a sua empresa de manufatura crescer

Quais são os principais pontos de alavancagem que uma indústria deve observar se tem como objetivo aumentar as vendas ou maximizar os lucros? Responder essa pergunta não é uma tarefa simples, mas não há empresário ou gestor que não pense …

Product Tour Virtual

Preencha a informação e veja como personalizar o Sage X3 para trabalhar do seu jeito.

Não saia ainda.

Inscreva-se na nossa newsletter e fique informado.