Voltar à Home do Blog

Cloud pode reduzir mais de 25% dos custos das empresas

Pesquisa realizada com 670 profissionais de TI de dez países mostrou os benefícios da adoção desse tipo de ferramenta em comparação com soluções próprias

O uso do cloud computing – soluções em nuvem – vem revolucionando o modo como as atividades, as comunicações e os dados são gerenciados e armazenados. Além do benefício da mobilidade, permitindo que aplicações e documentos sejam acessados em diferentes plataformas por meio da internet, o cloud traz para as empresas outra grande vantagem: a redução de custos.

Uma pesquisa realizada pela Sage com 670 profissionais de TI, em dez países, revelou que as empresas de médio porte apresentam economia de mais de 25% nos custos quando utilizam sistemas em nuvem, em substituição a soluções “in house”. Essa nova modalidade traz uma significativa redução de custo, já que não exige estrutura física local, equipe de suporte e licenciamento de softwares.

Com popularidade crescente, os serviços em nuvem começam a avançar também para os softwares de gestão empresarial. Atualmente 20% das empresas utilizam ferramentas de gestão baseadas na nuvem. Segundo o estudo, essa situação vai mudar, uma vez que cerca de 60% das empresas que ainda não têm soluções de gestão em cloud estão interessadas em adotá-la, enquanto 55% visam implementar um software de gestão na nuvem com funcionalidades móveis.

Importante destacar que as soluções de gestão, independentemente de seu formato, são vitais para que a empresa tenha o controle administrativo e, assim, a visibilidade necessária para seu crescimento. A adoção do software de gestão em nuvem aprofunda esses benefícios, trazendo não só flexibilidade, como também escalabilidade e, acima de tudo, agilidade para a gestão do negócio.

Ainda de acordo com o levantamento, o primeiro fator que influencia a migração para cloud é exatamente a redução de custos (50%). Em segundo lugar vem o ganho da eficiência (40%). No entanto, para que este movimento de troca aconteça, barreiras precisam ser superadas dentro da própria empresa. A maior delas é o receio de colocar em risco a segurança e a privacidade de dados.

As gerências de empresas que planejam fazer essa migração devem ter em mente que a transição entre os diferentes sistemas deve ocorrer de forma gradual, sobretudo quando envolver questões sensíveis, como dados administrativos do negócio.

Uma das formas mais recomendadas para que a passagem ocorra é por meio da adoção de um sistema híbrido, que contemple a transição dos dados e sistemas de modo paulatino, respeitando o ritmo de cada empresa. Com isso, certamente o uso de soluções cloud, seja em sistemas de gestão ou em outros meios, trará ganho de produtividade e melhora no uso dos recursos.

Rui Nogueira

Matérias relacionadas

14 março, 2018 por Guest Blogger

Gestão de estoque: supermercados desperdiçam 2,28% do faturamento

De 2015 para 2016, houve aumento das perdas registradas pelos supermercados em relação ao faturamento líquido, conforme indica levantamento divulgado pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Em 2015, de cada R$ 100 recebidos pelos estabelecimentos, R$ 2,26 eram desperdiçados; em …

25 junho, 2018 por Guest Blogger

Impulsionando o crescimento e o ROI no setor de serviços

Desde a gestão da cadeia de suprimentos e estoque até o atendimento e as vendas ao cliente, as empresas de serviços de hoje enfrentam uma ampla gama de desafios. Com o cenário de negócios competitivo deixando pouca margem para erro, …

19 junho, 2017 por Guest Blogger

Como o estado das rodovias interfere nos custos do transporte

Em um país com menos de 50% das rodovias em estado bom ou excelente, o acréscimo de gasto no transporte pode aumentar em até 91,5%, dependendo do estado da pista Um estudo do Banco Mundial mostrou que os custos logísticos …

Product Tour Virtual

Preencha a informação e veja como personalizar o Sage X3 para trabalhar do seu jeito.

Não saia ainda.

Inscreva-se na nossa newsletter e fique informado.