Voltar à Home do Blog

Empresas já são multadas por desrespeito ao Siscoserv

Tribunal Regional Federal da 3ª Região reconheceu, de forma unânime, a imposição de multa por não prestar informações relacionadas ao Comércio Exterior

Desde 2011, é obrigatório prestar informações sobre transações internacionais ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic). Essas informações devem ser repassadas por meio do Sistema Integrado de Comércio Exterior de Serviços, Intangíveis e Outras Operações, o Siscoserv. Assim como foram instituídas outras questões legislativas, como o Bloco K e a NFe 4.0.

Muitas empresas não forneceram essas informações ao governo e estão pagando o preço por isso, desrespeitando o chamado compliance tributário. Pela primeira vez, houve uma decisão em segunda instância – do Tribunal Regional Federal (TRF) da 3ª Região – reconhecendo a legalidade da imposição de multa aos contribuintes que não seguiram a norma. A decisão do colegiado foi unânime.

Mantenha-se em dia com as obrigações da lei com o Sage X3. A ferramenta pode ser configurada para prestar as informações necessárias e emitir alertas de envio de dados aos diferentes órgãos.

A validade da multa

A decisão foi respaldada pelos artigos 100 e 113 do Código Tributário Nacional. Segundo a corte, “é plenamente válida a instituição de multa para o caso da não prestação de informações relativas a transações entre residentes ou domiciliados no Brasil e residentes ou domiciliados no exterior que compreendam serviços, intangíveis e outras operações que produzam variações no patrimônio das pessoas físicas, das pessoas jurídicas ou dos entes despersonalizados”.

As multas podem variar de R$ 500 a R$ 1,5 mil por informação não fornecida. Ou seja, dependendo do porte da empresa e da quantidade de dados não informados, o pagamento pode atingir valores substanciais, no caso de companhias de grande porte.

Em nota enviada ao jornal Valor Econômico, a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional reconheceu a importância da decisão, alegando que os dados são importantes para a fiscalização tributária, “especialmente sobre transações realizadas entre contribuintes brasileiros com pessoas e empresas localizadas no exterior”.

Muitas empresas – e seus departamentos jurídicos – se mostraram surpresos com a decisão. Contudo, é possível evitar impasses como esse ao seguir a lei, especialmente com o uso adequado de um sistema de gestão.

Por que um sistema de gestão?

Sua empresa precisa estabelecer processos nas diferentes áreas, e cada setor precisa ser responsável por informar as autoridades específicas pelas ações. Dentro da ferramenta, os colaboradores devem seguir um caminho já planejado, que, obrigatoriamente, vai incluir a prestação de informações aos órgãos responsáveis. O sistema pode ser configurado de forma a emitir alertas, caso algum equívoco seja cometido e algum dado não seja repassado, respeitando o conceito de compliance.

Guest Blogger

Our "Guest Bloggers" come from a variety of backgrounds and companies. They can be Sage people, Sage Business Partners, Independent Software Vendors, Thought Leaders or Analysts, that have valuable knowledge, expertise and experience on a variety of different subjects and topics.

Matérias relacionadas

21 março, 2018 por Guest Blogger

Os softwares já estão aprendendo sozinhos: conheça o machine learning

Enquanto você trabalha, sistemas inteligentes estão observando tudo aquilo que a sua empresa faz com um único objetivo: aprender padrões e comportamentos para poder entregar uma experiência ainda melhor para você nas suas próximas utilizações. Em linhas gerais, assim podemos …

4 julho, 2018 por Guest Blogger

10 formas de solucionar os problemas de fluxo de caixa nas grandes empresas

Você precisa saber como solucionar problemas de fluxo de caixa na sua empresa? Você não é o único. Em 2015, o noticiário internacional foi inundado com as últimas informações sobre a Grécia e sua crise de dívida nacional. O país …

16 outubro, 2017 por Guest Blogger

Fator humano: a importância da gestão de pessoas para atingir a excelência

Como você contrata? Relaciona os valores da empresa aos propósitos da pessoa? Essa pode ser uma boa saída para ter colaboradores sempre motivados O investimento em tecnologia, a melhoria de processos em busca dos resultados e a construção de um …

Product Tour Virtual

Preencha a informação e veja como personalizar o Sage X3 para trabalhar do seu jeito.

Não saia ainda.

Inscreva-se na nossa newsletter e fique informado.