Voltar à Home do Blog

Franquias: as diferenças entre a gestão do franqueador e da franquia

Franquias são buscadas por muitos brasileiros e o uso de uma ferramenta única de gestão, como o Sage X3, pode resultar em vantagens para os envolvidos

Em 2016, as franquias movimentaram R$ 151,2 bilhões, de acordo com os dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), e responderam pela manutenção de quase 1,2 milhão de empregos, divididos em 142 mil unidades distintas. Os números são relacionados a todos os setores avaliados pela organização, que incluem serviços e varejo.

O sucesso de uma rede de franquias e de seus franqueados depende da gestão do negócio, considerando as especificidades para cada um dos entes. É justamente nesta área que entra o sistema de gestão da rede como um todo, estabelecendo os processos específicos e facilitando a comunicação entre franqueador e franqueado.

Quando a matriz opta por fazer as compras de forma centralizada e distribuí-la aos franqueados, ela tende a ganhar uma margem de preços maiores – devido ao volume de compras –, que pode dar mais lucros à rede ou reduzir os valores ao consumidor.

Assim como no planejamento de produção de uma indústria, o histórico de compras e a demanda de franquias pode resultar em um planejamento mais assertivo em relação ao estoque e a distribuição, com as informações específicas de cada franquia e da rede como um todo. Veja algumas dicas:

1. Controle Integrado

O Brasil é um país continental e um mesmo sistema de gestão unifica a operação, os processos, os valores e guarda todas as informações dentro de uma única ferramenta. Com essa solução, o franqueador pode controlar informações pertinentes – e que podem gerar danos à reputação – como o não recolhimento de impostos e acompanhar o volume de documentos e de dados gerados pela franquia.

Por outro lado, as franquias conseguem ter uma relação direta com o franqueador, repassando informações a respeito de estoque, de fornecedores e também podendo personalizar o uso dessa solução, conforme a sua demanda. Em última análise, a gestão desse negócio se torna mais ágil. Outra possibilidade: esse tipo de dados permite a sugestão de promoções, de inclusão de novos produtos, entre outras possibilidades.

2. Novos canais de distribuição

Imagine uma franquia que criou um sistema de e-commerce para a entrega de pizzas. É por meio da tecnologia e dos sistemas de gestão – baseado no CEP do consumidor – que a rede pode designar qual loja será a responsável pela entrega dos produtos. Em um mundo no qual o consumidor tem diversos pontos de contato com a marca, a forma de atendimento – e a manutenção da qualidade – precisa ser mantida. A definição dessa política e sua aplicação se torna mais efetiva com sistemas de gestão como o Sage X3.

3. O estoque

Em muitas franquias, a matriz é responsável pelo fornecimento do estoque. Um dos piores erros é não ter o produto disponível ao consumidor. Nesse sentido, a gestão integrada com uma mesma ferramenta simplifica o acompanhamento da saída do estoque e a necessidade de reposição. Ferramentas como o Sage X3 podem ser configuradas para emitir alertas quando estoques de produtos atingirem determinado nível, assim como o excesso de estoque gera custos adicionais ao franqueado.

Guest Blogger

Our "Guest Bloggers" come from a variety of backgrounds and companies. They can be Sage people, Sage Business Partners, Independent Software Vendors, Thought Leaders or Analysts, that have valuable knowledge, expertise and experience on a variety of different subjects and topics.

Matérias relacionadas

7 julho, 2017 por Locke Truong

Sua empresa de construção está preparada para o futuro?

Como a tecnologia está transformando também o cenário deste segmento, as companhias necessitam de soluções de gestão da próxima geração para competir Assim como tem acontecido em outras indústrias e setores, a tecnologia está redefinindo o setor de construção. Tecnologia …

6 fevereiro, 2017 por Guest Blogger

Os benefícios de se empreender no Brasil

Estima-se que o país esteja no topo do ranking mundial do empreendedorismo, superando os Estados Unidos O Brasil aparece no topo do ranking dos países empreendedores em escala global. De acordo com pesquisa realizada pela Global Entrepreneurship Monitor (GEM), três …

13 março, 2017 por Guest Blogger

Intraempreendedorismo: como ele pode beneficiar sua empresa

Colaboradores com a mentalidade de “donos do negócio” são cada vez mais buscados, mas precisam de ambiente propício e de ferramentas para desempenharem esse papel Você sabe o que é intraempreendedorismo? Basicamente, é o ato de empreender dentro de uma …

Product Tour Virtual

Preencha a informação e veja como personalizar o Sage X3 para trabalhar do seu jeito.

Não saia ainda.

Inscreva-se na nossa newsletter e fique informado.