Voltar à Home do Blog

Intraempreendedorismo: como ele pode beneficiar sua empresa

Colaboradores com a mentalidade de “donos do negócio” são cada vez mais buscados, mas precisam de ambiente propício e de ferramentas para desempenharem esse papel

Você sabe o que é intraempreendedorismo? Basicamente, é o ato de empreender dentro de uma empresa, com os hábitos e competências que um empresário usa e adquire em seu dia a dia. Em outras palavras, ser um profissional que busque soluções para os problemas enfrentados no cotidiano da empresa, com perfil proativo e inovador. Ou seja, agir como o dono do negócio, embora seja um funcionário.

O objetivo é fazer com que os colaboradores, dentro de suas atribuições, sejam capazes de analisar cenários, pensar em novas ideias para produtos e serviços ou buscar oportunidades para a empresa. Os benefícios de contar com esse tipo de profissional são inúmeros, visto que estão sempre atentos a possibilidades e dispostos a encontrar soluções para barreiras que interferem no trabalho.

Sua empresa tem os processos estabelecidos e permite o compartilhamento do conhecimento? Conheça o Sage X3 e saiba como ele pode auxiliar nesta tarefa.

Um ambiente propício

Esse tipo de profissional está no radar de muitas companhias. Mas, talvez, o principal desafio do intraempreendedorismo não está em encontrar o profissional certo, porém criar um ambiente propício para a sua atuação na cultura organizacional. O Sebrae avalia que esses colaboradores estão se tornando um recurso relevante para as companhias.

Uma estrutura de poder e a hierarquia muito rígidas vão na contramão da liberdade necessária para esse perfil de colaborador inovar e encontrar soluções. Veja abaixo algumas características empresariais que privilegiam o surgimento desse profissional:

– Estruturas flexíveis

– Liberdade para executar o trabalho (flexibilidade de horários)

– Possibilidade de trabalho remoto

– Clareza nos propósitos e objetivos da empresa

– Delegação de responsabilidades

– Confiança no trabalho do profissional

As ferramentas necessárias

Contudo, não se trata apenas de encontrar um ambiente favorável para que o espírito intraempreendedor desabroche. É preciso haver o compartilhamento de conhecimento entre pessoas de uma mesma área e também entre outros setores da empresa, especialmente áreas relacionadas entre si.

Uma ferramenta de gestão que permita o compartilhamento de conhecimento auxilia os colaboradores a encontrarem soluções para processos da própria empresa. Ainda: os próprios processos de trabalho podem ser readequados a partir da percepção de um intraempreendedor.

Outro ponto importante diz respeito às métricas para cada projeto. Em uma indústria, por exemplo, é preciso estabelecer indicadores para cada etapa do trabalho, permitindo acompanhar o desempenho e compreender que tipo de mudanças podem ser feitas para incrementar a performance – outro ponto no qual um sistema de gestão simplifica a tarefa.

Guest Blogger

Our "Guest Bloggers" come from a variety of backgrounds and companies. They can be Sage people, Sage Business Partners, Independent Software Vendors, Thought Leaders or Analysts, that have valuable knowledge, expertise and experience on a variety of different subjects and topics.

Matérias relacionadas

14 fevereiro, 2018 por Guest Blogger

O futuro da indústria automotiva e o que ela significa para o seu negócio

A indústria automotiva é conhecida por impulsionar a inovação, com os veículos atuais muitas vezes representando o que há de mais moderno em termos de tecnologia nas mãos dos consumidores. De fato, o desempenho parece estar forte, com a Statista …

15 março, 2017 por Guest Blogger

Site facilita acompanhamento de jurisprudências relacionadas à indústria

Ferramenta visa monitorar processos que repercutam diretamente nos interesses da indústria Um dos maiores desafios dos empreendedores brasileiros está no complexo regime tributário brasileiro – estima-se que o custo dessa força de trabalho seja de R$ 50 bilhões ao ano. …

24 junho, 2016 por Guest Blogger

O que é CSC e por que minha empresa deve adotar esse tipo de negócio?

Centrais de Serviços Compartilhados se tornaram uma metodologia adotada por muitas empresas, mas depende da eficiência de uma ferramenta de gestão, como o Sage X3 As Centrais de Serviços Compartilhados (CSCs) passaram a ser usadas como uma ferramenta para a …

Product Tour Virtual

Preencha a informação e veja como personalizar o Sage X3 para trabalhar do seu jeito.

Não saia ainda.

Inscreva-se na nossa newsletter e fique informado.