Voltar à Home do Blog

Médias empresas: mercado da nuvem deve crescer no Brasil

Até 2020, a tecnologia em nuvem deve crescer em uso, chegando a investimentos de R$ 200 bilhões apenas no mercado das empresas de médio porte

O mercado de nuvem para as médias empresas deve movimentar US$ 6,6 bilhões – cerca de R$ 21 bilhões – neste ano. As projeções apontam para um crescimento no mercado de tecnologia em cloud para os próximos quatro anos, atingindo US$ 63 bilhões (R$ 200 bilhões) em 2020.

A pesquisa “Brazil Small & Medium Business: ICT & Cloud Services Tracker”, divulgada pela Intel, mostra que as tecnologias baseadas na computação em nuvem e mobilidade devem ter uma adoção de três a sete vezes mais rápidas do que as soluções que necessitam de instalações nos dispositivos, as chamadas On Premise.

Quer ter acesso a relatórios e informações da sua empresa por qualquer dispositivo móvel? Saiba mais sobre o Sage X3 e os benefícios da adoção dessa ferramenta.

Possibilidades de crescimento

Parte das possibilidades de crescimento deste mercado está relacionada ao fato de que aproximadamente 70% das companhias de médio porte do país ainda não iniciaram o seu processo de transição para os serviços em nuvem. O número pode ser considerado elevado, sobretudo quando comparado aos índices dos Estados Unidos (32%) e do Canadá (38%), indicando um atraso no uso dessas tecnologias.

Os benefícios oferecidos pelos serviços em nuvem são vários. Em geral, as companhias costumam ter vantagens na mobilidade e flexibilidade – permitindo que colaboradores e gestores tenham acesso às informações em qualquer lugar e de qualquer dispositivo – e mesmo nos custos, já que algumas pesquisas indicam redução de até 25% na comparação com tecnologias instaladas no local de trabalho.

Nos próximos 12 meses, as prioridades das médias empresas estão na melhoria da experiência dos clientes, buscando sua retenção e fidelização, com 35% de respostas, e o lançamento de novos produtos ou serviços, também com um índice de 35%.

Infraestrutura operacional

O estudo divulgado pela Intel mostra quais são as prioridades das médias empresas em relação à tecnologia em nuvem, sobretudo em relação à infraestrutura operacional. Veja, abaixo, os três propósitos buscados pelas empresas deste porte:

– Virtualização de servidores (59%)

– Segurança (56%)

– Ferramentas de gestão de TI (55%)

Por outro lado, apesar da baixa adoção deste tipo de tecnologia, soluções em administração, como gestão de documentos, de pessoas, CRM e Business Intelligence, aparecem como os principais setores nos quais a nuvem já se faz presente.

Guest Blogger

Our "Guest Bloggers" come from a variety of backgrounds and companies. They can be Sage people, Sage Business Partners, Independent Software Vendors, Thought Leaders or Analysts, that have valuable knowledge, expertise and experience on a variety of different subjects and topics.

Matérias relacionadas

18 abril, 2018 por Guest Blogger

Como sobreviver à nova era tecnológica?

A velocidade e a intensidade de evolução tecnológica nas empresas nunca chegou a índices tão altos. Mudanças que antes demoravam cinco a dez anos para serem concluídas hoje podem muito bem transformar conceitos em projetos reais em poucos meses. Para …

26 janeiro, 2018 por Guest Blogger

Por que vender projetos é muito melhor do que vender produtos?

Uma das grandes transformações pelas quais muitas empresas passaram na última década foi a mudança de paradigma na hora de vender os seus produtos. Ao invés de comercializar o produto em si, muitas empresas optaram por vender serviços. Foi o …

25 abril, 2018 por Guest Blogger

Internet das Coisas: os novos riscos de segurança

Muito se fala a respeito dos benefícios que a Internet das Coisas será capaz de trazer aos novos negócios. No entanto, ela exige a adoção de uma série de medidas para garantir a segurança das informações. A lógica é simples: …

Product Tour Virtual

Preencha a informação e veja como personalizar o Sage X3 para trabalhar do seu jeito.

Não saia ainda.

Inscreva-se na nossa newsletter e fique informado.