Voltar à Home do Blog

O Diagrama de Ishikawa: uma solução para identificar causas e consequências

A ferramenta é importante para o chamado controle ou gestão da qualidade, pois permite uma análise visual do fato

Dentro de uma gestão por processos, há várias ferramentas que podem ser usadas para auxiliar em inúmeras questões, como o Diagrama de Afinidades e a Análise Swot. O diagrama de Ishikawa é mais uma solução que pode ser adotada, especialmente no controle da qualidade, para analisar causas e efeitos, identificar as origens dos problemas e possíveis sugestões de melhoria.

Também conhecido como “cauda de peixe”, “espinha de peixe” ou “6M”, o Diagrama de Ishikawa tem um aspecto bastante visual – como pode ser observado na imagem que ilustra este artigo – e ganha o seu nome justamente por lembrar o formato do rabo dos peixes. Seu principal benefício é o fato de ajudar na organização do raciocínio e promover o debate de ideias a fim de encontrar a resolução para problemas enfrentados pelas organizações.

Seis critérios

A composição do Diagrama leva em conta seis questões que precisam, necessariamente, ser avaliadas para se identificar causas e sugerir soluções.

Materiais – Qual a matéria-prima usada? Qual a qualidade? Há outros fornecedores?

Meio Ambiente – Qual a qualidade do ambiente corporativo? Incentiva-se o debate de ideias? Existe interação entre departamentos?

Mão de Obra – Qual a qualidade dos colaboradores? Estão em número suficiente? A divisão de trabalho é correta?

Métodos – O processo ou a forma usada para realizar um trabalho.

Medida – Quais as decisões em um processo? Quem pode tomá-las?

Máquinas – São as tecnologias mais atuais? Elas passam por manutenção? Qual o índice de uso? Quanto tempo estão ociosas?

As soluções

Ao compilar todas essas informações dentro de uma mesma planilha ou documento, em um formato gráfico, torna-se mais fácil identificar a origem do problema e gerar insights. Para oferecer o resultado desejado, é preciso que haja um grande controle das informações, avaliando quais, de fato, devem ser inseridas em seu processo.

Trata-se de uma etapa fundamental para o sucesso dessa estratégia: informações demais podem comprometer a avaliação, assim como a falta de dados torna o diagrama inócuo. Por esse motivo, essa ferramenta costuma dar mais resultados a partir do momento em que a empresa conta com dados estruturados e compilados dentro de um sistema de gestão.

Guest Blogger

Our "Guest Bloggers" come from a variety of backgrounds and companies. They can be Sage people, Sage Business Partners, Independent Software Vendors, Thought Leaders or Analysts, that have valuable knowledge, expertise and experience on a variety of different subjects and topics.

Matérias relacionadas

12 setembro, 2016 por Guest Blogger

A revolução da manufatura inteligente

A evolução da tecnologia transformou a forma como as fábricas são administradas, fazendo com que haja otimização da produtividade A manufatura inteligente, também conhecida como indústria 4.0, visa informatizar as operações das fábricas, aumentando a eficiência de uso dos recursos …

29 maio, 2017 por Guest Blogger

Empresas brasileiras avançam em capacidade tecnológica

Estudo da Fundação Getúlio Vargas comparou indústrias de cinco setores entre 2003 e 2014; atualmente quase 1 em cada dez empresas está no topo de sua possibilidade Uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas fez um acompanhamento da evolução da …

22 agosto, 2018 por Guest Blogger

Por que o modelo de fabricação chinês possui muitas vantagens competitivas?

Um dos principais objetivos dos administradores de grandes indústrias é sempre o de otimizar o desempenho de uma linha de produção. É por essa razão que o modelo de fabricação chinês e suas vantagens competitivas constantemente se tornam objeto de …

Product Tour Virtual

Preencha a informação e veja como personalizar o Sage X3 para trabalhar do seu jeito.

Não saia ainda.

Inscreva-se na nossa newsletter e fique informado.