Voltar à Home do Blog

Tributos indiretos geram dificuldades para empresas

A cada R$ 10 pagos em impostos, R$ 4 são direcionados a esse tipo de tributo, que pode ser repassado à população

Um levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) indica que os chamados impostos indiretos representam 40% da carga tributária brasileira – os tributos diretos, que taxam a renda e o capital, respondem por 28% do total.

Neste ano, discute-se a possibilidade de uma reforma tributária, que seja capaz de diminuir a burocracia e o custo dos impostos para a economia brasileira. Embora as propostas ainda não sejam definitivas e dependam de muito esforço para se tornarem realidade, a ideia é simplificar e diminuir a carga tributária do país.

Pretende otimizar investimentos para prevenir equívocos e pagamentos de multas? Conheça o Sage X3, que atualiza as principais mudanças na legislação tributária.

Impostos diretos ou indiretos?

É importante compreender o que são os impostos indiretos: são cobrados em toda a cadeia produtiva e nem sequer são percebidos, visto que seu custo está embutido na formação do custo do objeto.

A tributação indireta é maléfica por duas razões: afeta a competitividade (imagine concorrer com produtos desenvolvidos em outros países, com menor carga tributária) e elevam o valor dos produtos. Dessa forma, os itens veem o seu potencial de consumo diminuído, especialmente para a população de menor renda, que sofre mais com a cobrança desse tipo de tributo.

Os impostos diretos – como o de Renda, por exemplo – incidem sobre um contribuinte, sem a possibilidade de repassar os seus custos a um terceiro.

As dificuldades

Estima-se que o custo para acompanhar mudanças na legislação seja de R$ 50 bilhões ao ano. Nesse sentido, a reclamação dos empresários diz respeito especialmente aos impostos indiretos. O ICMS – tributo sobre o qual cada estado legisla – é considerado o mais complexo para as companhias, pois apresenta 27 regras distintas.

Outros impostos de difícil compreensão são o PIS e o Cofins, que apresentam uma série de especificidades, conforme o setor de atuação. Além disso, em sua área, encontram-se a maior parte dos questionamentos de empresas, o que abre a possibilidade de jurisprudências favoráveis às companhias.

Esse tipo de análise é uma constante para as empresas e gera gastos – o uso da força de trabalho está incluído na conta dos R$ 50 bilhões –, além de fazer com que os colaboradores se debrucem mais sobre esse tipo de trabalho do que nos aspectos estratégicos para as companhias.

Guest Blogger

Our "Guest Bloggers" come from a variety of backgrounds and companies. They can be Sage people, Sage Business Partners, Independent Software Vendors, Thought Leaders or Analysts, that have valuable knowledge, expertise and experience on a variety of different subjects and topics.

Matérias relacionadas

5 agosto, 2016 por Guest Blogger

Case Avon Rubber: o Sage X3 propicia gestão flexível e equipe enxuta

Com atuação global e faturamento de mais de 134 milhões de libras, a empresa de engenharia inglesa optou pelo Sage X3 para gerenciar suas diversas filiais, incluindo a de Castro, no interior do Paraná Netflix, Uber e Airbnb são exemplos …

28 julho, 2017 por Guest Blogger

Os 6 princípios da Indústria 4.0

Administração em tempo real, virtualização, descentralização, orientação a serviço, modularidade e interoperabilidade são os pilares para ingressar neste novo mundo Diversas pesquisas tentam estimar o impacto da Indústria 4.0 para a economia brasileira – uma delas, da Accenture, prevê uma …

10 fevereiro, 2017 por Guest Blogger

A necessidade de qualificar profissionais para a indústria

Pesquisa do Senai aponta a necessidade de capacitar 13 milhões de pessoas para atuar na indústria Uma pesquisa realizada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) mostrou que o Brasil precisa aumentar a qualificação de profissionais para a atuação nas …

Product Tour Virtual

Preencha a informação e veja como personalizar o Sage X3 para trabalhar do seu jeito.

Não saia ainda.

Inscreva-se na nossa newsletter e fique informado.