Voltar à Home do Blog

Wanna Cry: Saiba como se proteger desse tipo de ameaça

Com o aumento da importância dos dados para as empresas, aumentam os ataques que visam roubar os dados, exigindo um resgate para recuperá-los

A possibilidade de usar os dados empresariais como um diferencial aumentou a preocupação das empresas com segurança. O temor é mais do que necessário, visto que essas informações empresariais costumam ganhar em importância, pois são a base para a tomada de decisões por parte dos gestores. Além disso, o uso de dispositivos pessoais aumenta o risco do chamado Shadow IT.

A partir dessa mudança de pensamento por parte das empresas, surgem os interessados em atacar os dados empresariais por diferentes motivações: simplesmente diversão, em busca de um resgate (como um sequestro de informações) e até mesmo por intenções políticas – dependendo do ramo de atuação da companhia e outras variáveis.

Recentemente, o vírus Wanna Cry infectou centenas de países – estima-se que 150 países e 250 mil dispositivos – e causou transtornos no Brasil. Houve relatos de empresas e prefeituras que foram afetadas, sendo obrigadas a pagar um resgate em Bitcoins para recuperar os seus dados. Cada vez mais, os piratas da internet parecem dispostos a causar estragos, ampliando a necessidade de investimentos nesta área.

O Wanna Cry se trata de um ransomware, um malware que invade as máquinas, sequestra os arquivos e exige o pagamento de um resgate para recuperá-los.

Quer tornar os seus dados um diferencial competitivo em sua empresa? Conheça o Sage X3 e saiba como a centralização de informações pode facilitar a sua gestão.

Como se proteger?

Obviamente, cada vírus tem uma forma de atuação distinta, mas algumas medidas costumam oferecer bons resultados em termos da segurança dos dados empresariais. Este post traz algumas dicas, mas você pode relembrar outras neste artigo.

– Instalar um antivírus confiável nos computadores de sua empresa.

– Deixar que o software faça as varreduras necessárias nas áreas críticas do computador, detectando e removendo novos malwares e evitando que os dispositivos estejam suscetíveis ao risco.

– Lembre-se de manter esse software sempre ativado, pois ele é atualizado constantemente e impede novos vírus de infectarem os seus dados. E os piratas virtuais estão sempre criando novos meios para invadir empresas.

– Use apenas softwares originais e deixe que as instalações sejam feitas quando houver necessidade. Ter pressa neste momento não é uma boa ideia, especialmente quando as atualizações levam horas a fio. No caso do Windows, a Microsoft lançou até mesmo updates para sistemas operacionais antigos, como o Windows XP e o 2003.

– Tenha backups em diferentes locais, como a nuvem, HDs externos, entre outros meios. Com os dados importantes em mãos, basta uma reinstalação do sistema operacional para solucionar o problema. Esta, talvez, seja a dica mais valiosa.

Guest Blogger

Our "Guest Bloggers" come from a variety of backgrounds and companies. They can be Sage people, Sage Business Partners, Independent Software Vendors, Thought Leaders or Analysts, that have valuable knowledge, expertise and experience on a variety of different subjects and topics.

Matérias relacionadas

24 julho, 2017 por Guest Blogger

5 fatores a se considerar na hora de escolher um serviço na nuvem

Segurança, escalabilidade, performance, expertise e aperfeiçoamento contínuo devem ser levados em conta antes da contratação Mais de seis em cada dez empresas da América Latina já adotaram algum tipo de serviço na nuvem. Um estudo realizado pela Cisco mostrou que, …

12 setembro, 2018 por Guest Blogger

7 passos importantes para o crescimento sustentável do seu negócio

O crescimento dos negócios a longo prazo é algo que muitas empresas têm potencial para atingir, mas apenas se adotarem os planos e processos corretos. Para alcançá-lo, você precisa ter estratégias claras para superar os desafios e aproveitar as oportunidades. …

29 novembro, 2017 por Guest Blogger

Internacionalização de empresas brasileiras cresce em 2016

Índice saltou de 23,2% para 27,3%, entre 2014 e 2016, incentivado pelas dificuldades do mercado interno do país, que passou por um período de crise As empresas brasileiras enxergam as possibilidades no mercado internacional como otimistas, especialmente após o arrefecimento …

Product Tour Virtual

Preencha a informação e veja como personalizar o Sage X3 para trabalhar do seu jeito.

Não saia ainda.

Inscreva-se na nossa newsletter e fique informado.