Voltar à Home do Blog

KPI’s: como esses indicadores podem facilitar a gestão da sua empresa

Aprenda a criar bons KPIs e entenda como eles podem ser usados para medir capacidade, lucro, produtividade, rentabilidade e competitividade

Os indicadores de desempenho, também conhecidos por KPIs, são métricas estabelecidas em cada empresa para quantificar a sua performance, seguindo os seus objetivos corporativos. Um dos grandes segredos para o sucesso nesta etapa do trabalho é ter em mente um planejamento estratégico, compreendendo cada processo produtivo e criando metas atingíveis que possam, efetivamente, contribuir para uma melhor performance da empresa.

Para acompanhar os KPIs, é fundamental o investimento em uma solução de gestão que permita acompanhar de forma sistêmica os resultados, preferencialmente em tempo real.

Como criar bons KPIs?

Ou seja, criar bons KPIs é fundamental para que a estratégia de gestão funcione da forma como deve, avaliando o desempenho em diferentes níveis do negócio. Para estabelecer um bom indicador, é preciso ter em mente alguns critérios:

– Ter uma relevância direta para o negócio

– Ser facilmente percebido por todos os colaboradores da empresa como algo relevante

Atender às necessidades empresariais a curto e longo prazo

– Possibilitar uma medição ou acompanhamento do desempenho ao longo do ano

– Ser atrelado a uma meta possível de ser atingida.

Cada KPI deve ser analisado em um determinado período de tempo – um dia, uma semana, um mês ou um ano –, variando conforme o segmento do negócio e, especialmente, da área em questão. No caso da manufatura, quando se envolvem os processos, a avaliação pode ser diária, enquanto o faturamento pode ser avaliado a cada semana ou mês.

Quer uma solução que auxilie a criação de KPIs e simplifique a gestão do seu negócio? Clique aqui e veja como.

Capacidade, produtividade, lucro, rentabilidade ou competitividade?

É importante existir uma relação entre os recursos usados e os objetivos atingidos, visando aumentar a produtividade, ter foco nos processos e reduzir custos. Para tal, é possível pensar em KPIs de diferentes níveis, tais como:

Indicadores de capacidade – Levam em conta a capacidade da empresa para produzir ou fornecer um bem ou serviço que comercializa e o tempo levado para a produção.

Indicadores de produtividade – Estabelecem a relação entre o tempo dispendido para concluir uma tarefa e os recursos aplicados neste trabalho.

Indicadores de lucro – Relaciona a porcentagem entre as vendas totais e o lucro da empresa.

Indicadores de rentabilidade – Encontra um mecanismo para avaliar o total de vendas concretizadas em relação ao investimento feito.

Indicadores de competitividade – Mostra qual o posicionamento da empresa em relação ao segmento de atuação, que pode ser medido conforme o desempenho dos concorrentes do mercado.

Cada empresa conta com uma estratégia específica, com objetivos de curto, médio e longo prazo, que podem ser avaliados por cada um dos KPIs. Em outras palavras, significa que é possível para a companhia estabelecer mais de um indicador em cada uma das áreas acima, tomando como base as informações incluídas dentro de uma ferramenta de gestão, como o Sage X3. A partir disso, a gestão terá uma direção específica, focada exclusivamente no desempenho e nos propósitos da empresa.

Guest Blogger

Our "Guest Bloggers" come from a variety of backgrounds and companies. They can be Sage people, Sage Business Partners, Independent Software Vendors, Thought Leaders or Analysts, that have valuable knowledge, expertise and experience on a variety of different subjects and topics.

Matérias relacionadas

2 janeiro, 2017 por Guest Blogger

Dez dicas para planejar 2017

Avaliação da empresa, do mercado, dos cenários e fortalecimento da operação estão entre as dicas para otimizar o desempenho deste ano Um novo ano traz esperanças e novas energias para as pessoas e, por consequência, para as empresas. Contudo, a …

12 agosto, 2016 por Guest Blogger

Como o trabalho remoto pode contribuir para sua empresa

Acompanhar indicadores e tomar decisões mesmo não estando fisicamente na sua empresa, com apoio de um software de gestão isso pode se tornar uma realidade para o seu negócio Cada vez mais, o trabalho remoto se incorpora à rotina das …

26 janeiro, 2018 por Guest Blogger

Por que vender projetos é muito melhor do que vender produtos?

Uma das grandes transformações pelas quais muitas empresas passaram na última década foi a mudança de paradigma na hora de vender os seus produtos. Ao invés de comercializar o produto em si, muitas empresas optaram por vender serviços. Foi o …

Product Tour Virtual

Preencha a informação e veja como personalizar o Sage X3 para trabalhar do seu jeito.

Não saia ainda.

Inscreva-se na nossa newsletter e fique informado.