Voltar à Home do Blog

Mercado de TI deve crescer em 2017

Brasil segue na esteira do crescimento global, com uma projeção de aumento de 2,9% na comparação com 2016

Os gastos globais com TI devem crescer 2,9% em 2017, na comparação com 2016, atingindo US$ 3,4 trilhões. No Brasil, o mercado de tecnologia deve acompanhar essa perspectiva de crescimento, com a mesma projeção de aumento e gastos na ordem de R$ 236,1 bilhões – o resultado do país está acima do estimado para a América Latina. Os dados foram divulgados pela consultoria Gartner.

As análises do instituto mostram que, tanto no Brasil quanto no exterior, as empresas estão buscando cortar custos – ter menos gastos com mais crescimento –, conforme apontou um estudo realizado pela Deloitte. No entanto, as economias obtidas com a redução de despesas em outros segmentos devem ser repassadas ao setor de TI, com o objetivo de fortalecer o modelo de negócio digital e ampliar o retorno de investimento.

A avaliação do Instituto é que, sob uma perspectiva de gastos de TI, o Brasil está mostrando sinais de recuperação (mesmo em um momento de austeridade do mercado). O país segue na direção para o investimento em tecnologias e fortalecimento das estruturas, visando gerar impacto no curto e médio prazo e com uma transformação digital no longo prazo.

Tem conhecimento dos benefícios de implantar um sistema de gestão em sua empresa? Clique aqui e saiba mais sobre as vantagens.

Softwares em ascensão

O crescimento do segmento de softwares apresenta uma das melhores projeções para 2017, com um aumento previsto de 7,8% e gastos na ordem de R$ 14,6 bilhões. Os serviços de TI também apresentam perspectivas positivas, com investimentos de R$ 55,4 bilhões e crescimento de 6,3%.

Os sistemas de gestão também aparecem como objeto de interesse das empresas do país. Cinco em cada dez grandes companhias do Brasil pretendem atualizar a sua versão de sistema de gestão ou implantar uma nova solução, segundo o Portal ERP.

Custo com inovação

Outra projeção do Instituto Gartner está relacionada ao investimento em inovação. A partir do momento no qual as empresas encontrem soluções específicas para o seu problema, elas terão custos mais elevados para implantar, integrar, operacionalizar e administrar as novas iniciativas.

Segundo a análise, para cada US$ 1 gasto na idealização de uma solução, haverá a necessidade de investir outros US$ 7 para que a operação ocorra da forma adequada. Apesar desse resultado, pesquisas, como a realizada pela FGV, costumam indicar que após um período de dois anos, 1% a mais em investimento no setor resultou em um crescimento no lucro de 7%.

Guest Blogger

Our "Guest Bloggers" come from a variety of backgrounds and companies. They can be Sage people, Sage Business Partners, Independent Software Vendors, Thought Leaders or Analysts, that have valuable knowledge, expertise and experience on a variety of different subjects and topics.

Matérias relacionadas

24 agosto, 2016 por Guest Blogger

Indústria 4.0: qual o estágio do Brasil?

A CNI tentou descobrir quais as tecnologias mais usadas para elevar a produtividade e identificou que o desconhecimento ainda é muito grande nesta área Qual o cenário da indústria brasileira, em especial à manufatura, em relação ao uso de novas …

21 novembro, 2016 por Guest Blogger

TI pode contribuir para uma atuação mais estratégica das indústrias

Boas práticas em Tecnologia da Informação resultam em redução de custos, maior eficiência e ainda facilitam a inovação A evolução das tecnologias usadas pela indústria e o surgimento de novas práticas, como a Internet das Coisas, estão modificando a forma …

3 julho, 2017 por Guest Blogger

O Diagrama de Ishikawa: uma solução para identificar causas e consequências

A ferramenta é importante para o chamado controle ou gestão da qualidade, pois permite uma análise visual do fato Dentro de uma gestão por processos, há várias ferramentas que podem ser usadas para auxiliar em inúmeras questões, como o Diagrama …

Product Tour Virtual

Preencha a informação e veja como personalizar o Sage X3 para trabalhar do seu jeito.

Não saia ainda.

Inscreva-se na nossa newsletter e fique informado.